Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz) divulgou um comunicado nesta quinta-feira, 15, descartando a previsão de queda de preços do arroz com a entrada no mercado do da colheita da safra 2020/2021.

Segundo a entidade, a justificativa para isso seria o ajuste entre oferta e demanda e também o “alto interesse” de algumas indústrias em garantir produto no próximo período.

De acordo com a Federarroz, o mercado atualmente se mostra firme com preços estáveis para o produto. O índice medido pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) no momento é de R$ 106,04 registrado no dia 14 de outubro por saca de 50 quilos do tipo 1, 58/10, posto indústria Rio Grande do Sul, à vista.

Os preços internacionais para o grão também estariam compatíveis com a cotação atual do Cepea, informa a Federarroz. A entidade ainda afirma que há estabilidade na área de produção de arroz no Rio Grande do Sul que, principal estado produtor.

Segundo o Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), a área cultivada no estado deve ficar próxima de 969,92 mil hectares.

Autor: Canal Rural

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here