O bispo Dom Canísio Klaus, da Paróquia de Sinop, foi um dos convocados do papa Francisco para a Assembleia especial do Sínodo para a região Pan-amazônica, que acontece entre os dias 6 e 27 de outubro de 2019. Com o tema “Novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral”, o encontro vai discutir as questões importantes para “cada pessoa que habita neste planeta”, como escreveu o Papa Francisco na introdução à sua Carta Encíclica Laudato si’ (LS).

Em entrevista ao jornal italiano La Stampa-Vatican Insider, o papa afirmou que o Sínodo será uma resposta à emergência ambiental planetária, mas é um evento da Igreja e terá uma dimensão evangelizadora.

Segundo o site da Rede Eclesial Pan-Amazônica, o papa afirmou que “o objetivo principal desta convocação é identificar novos caminhos para a evangelização daquela porção do Povo de Deus, especialmente dos indígenas, frequentemente esquecidos e sem perspectivas de um futuro sereno, também por causa da crise da Floresta Amazônica, pulmão de capital importância para nosso planeta. Que os novos Santos intercedam por este evento eclesial para que, no respeito da beleza da Criação, todos os povos da terra louvem a Deus, Senhor do universo, e por Ele iluminados, percorram caminhos de justiça e de paz”.

Foram convocados bispos de diversos países amazônicos, como Bolívia, Colômbia, Equador e o Brasil. Dom Canísio Klaus é bispo da Diocese de Sinop desde 2016, mas já foi bispo coadjutor de Diamantino, coordenador no regional Oeste 2 da CNBB da Comissão para a Vida e a Família, presidente do regional Oeste 2 e membro do Conselho Permanente de Pastoral da CNBB de 2003 a 2006;  bispo da Diocese de Santa Cruz do Sul; vice-presidente do Regional Sul-3 da CNBB e bispo referencial da Pastoral da Saúde no regional Sul-3 da CNBB.

Por Canção Nova

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here