Fotos: Secom/MT

Considerando as orientações divulgadas ontem (20), pelo Ministério da Saúde, que libera no SUS, o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina, também para os casos leves de Covid-19, nesta manhã (21), o secretário municipal de Saúde e Saneamento, Luís Fábio Marchioro, fez esclarecimentos sobre estes remédios que até então, estavam sendo prescritos nos casos mais graves.

“O Ministério da Saúde divulgou o Termo de Ciência e Consentimento, onde o paciente e o médico assinam. Lembrando que o médico precisa avaliar cada situação e paciente, para então, entender o seu estado, sua vida e suas complicações, para que possa receber o medicamento”, explicou o secretário.

Luís Fábio ainda frisou que o uso do medicamento não oferece a cura da doença. “O remédio está sendo colocado como um apoio para que haja uma melhora naquelas pessoas que estão diagnosticadas.”

O prefeito de Sorriso, Ari Lafin, explicou que já foi solicitado junto ao Governo do Estado a vinda do medicamento à Sorriso.

“Nós estamos buscando o medicamento que estará disponível na rede pública, mas somente chegará até os pacientes sobre orientação médica. Neste momento, o abastecimento, é feito através do Governo Federal, que repassa para o Governo do Estado que então avalia os casos de pessoas com a doença, para que venha uma quantidade necessária”, declarou Ari.

Termo de Ciência e Consentimento e recomendações sobre o uso da cloroquina e hidroxicloroquina

Termo-de-Cie–ncia-e-Consentimento-Hidroxicloroquina-Cloroquina-COVID-19.pdf

cloroquina1.pdf

Decom – Amália Fernandes

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here