Pacientes recebendo alta no Hospital de Campanha Municipal nesta sexta-feira (22)

O município de Sorriso ultrapassou a marca de nove  mil pessoas infectadas e curadas da Covid-19. Conforme o boletim municipal nº 287, divulgado hoje (22), das 9.689 pessoas infectadas com o novo coronavírus; 9.004 já venceram a doença. “É uma notícia positiva e que precisa ser compartilhada com a nossa população”, pontua o secretário de Saúde e Saneamento, Luís Fábio Marchioro. De acordo com o secretário, o número de curados chegou aos 10% da população sorrisense, atualmente estimada pelo IBGE Cidades em 90.313 habitantes.

O boletim diário nº 287, também aponta que o número de 9.004 curados equivale a 92,9% dos sorrisenses contaminados. De acordo com o boletim, hoje são 567 casos ativos com 30 pessoas internadas; destas seis estão em UTI e 24 em leitos de enfermaria. No momento, sete profissionais da Secretaria de Saúde e Saneamento estão afastados devido à doença. No boletim também constam 337 casos suspeitos aguardando o retorno dos exames. Segundo o relatório, 1.215 pacientes com sintomas gripais recebem acompanhamento domiciliar dos profissionais da Secretaria. O boletim também traz as 118 mortes registradas durante os mais de dez meses de pandemia com uma em investigação.

A recomendação para quem sentir sintomas, isto é, qualquer sintoma que possa estar relacionado à Covid-19 é procurar atendimento imediato. O Hospital de Campanha e a Unidade de Pronto Atendimento Sara Akemi Ichicava ficam abertos 24 horas. Além disso, o PSF Nova Integração, localizado na Zona Leste, também está atendendo no período noturno. E há ainda as Unidades Básicas de Saúde que estão preparadas para atendimento e encaminhamento.

O secretário de Saúde e Saneamento, Luís Fábio Marchioro, comenta que apesar do aumento do número de pessoas hospitalizadas, diminuíram as internações em UTI. “Muito disso se deve ao fato da população estar nos ouvindo e buscar o atendimento precoce, assim que surgem os primeiros sintomas”, frisa. As recomendações preventivas como o uso de máscara, álcool 70º e distanciamento social continuam válidas, inclusive para quem já foi infectado. “Quem já foi infectado uma vez não está imune à reinfecção, por isso destacamos a importância de toda a população manter as medidas de segurança”, pontua o secretário.

Pacientes recebendo alta no Hospital de Campanha Municipal de Sorriso nesta sexta-feira (22)

Segundo ele, apesar do número de pessoas positivas ter voltado a aumentar no início de janeiro (3.023 atendimentos no HC com 931 casos positivos nos primeiros 15 dias do ano), hoje há um novo entendimento de como proceder. “No início todo mundo foi surpreendido; hoje nossa equipe está mais preparada e dispomos de bem mais equipamentos”, diz.

“Nosso hospital está aberto 24 horas; temos profissionais, medicamentos e equipamentos à disposição. Nosso município buscou ofertar à rede profissionais capacitados, equipamentos como a cápsula Vanessa, o BiPAP, o kit de tratamento à Covid; nossa equipe está treinada para atender e realizar visitas domiciliares aos pacientes para acompanhamentos; disponibilizamos um hospital municipal exclusivo para tratar casos de Covid-19; realizamos convênio com clínicas especializadas para disponibilizar a realização de tomografias em qualquer momento, por isso destacamos tanto a importância de procurar auxílio nos primeiros sintomas, pois o tratamento precoce salva vidas”, salienta.

No caso da necessidade de medicação, os pacientes podem retirar nas três farmácias cidadãs da área urbana – a Farmácia Cidadã Central 24 Horas, a do Bela Vista e a da Zona Leste e nas duas dos distritos – Primavera e Boa Esperança, somente é necessário que o paciente apresente receita do Sistema Único de Saúde (SUS).

Qualquer dúvida em relação à Covid-19 ou mesmo denúncia pode ser realizada pelo número 150 que atende das 7 horas da manhã à meia-noite. E continua válida a recomendação para que os sorrisenses evitem aglomerações; usem máscaras; higienizem as mãos com frequência com sabão ou álcool 70% e respeitem o período de quarentena no caso de testar positivo ou estar suspeito, evitando assim a proliferação do vírus.

Autor: Assessoria de Imprensa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here