O ex-reality show e cirurgião plástico, Marcos de Oliveira Harter está sendo investigado por sindicância do Conselho Regional de Medicina do Estado de Mato Grosso (CRM-MT), após divulgar imagens, em suas redes sociais, em que aparece comendo durante procedimento de cirurgia plástica.

O CRM-MT vai apurar se houve desvio ético do profissional e da direção técnica do Hospital e Maternidade Nossa Senhora de Fátima em Sorriso, onde aconteceu o fato.

De acordo com nota emitida pelo CRM, a sindicância seguirá sob sigilo. O médico está inscrito no Estado no n°7.554.

“O médico citado tem especialidade registrada em cirurgia plástica e além de Mato Grosso, possui registro e se encontra regular para atuação no Paraná (CRM-PR 36.105) e São Paulo (CRM-SP 139.213). Também consta com registro e transferência dos estados do Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro”, explica trecho da publicação.

O caso repercutiu nacionalmente, devido à fama de Marcos por participar do dos programas ‘Big Brother Brasil’, da TV Globo e ‘A Fazenda’, da TV Record.

Após repercussão negativa, e denúncias na imagem, a plataforma Facebook colocou um aviso na foto dizendo que pode conter conteúdo “explícito” ou “violento”. Para que o usuário possa ver a imagem deve clicar no botão revelar foto.

A publicação foi feita no dia 15 de março e um dia depois Harter divulgou uma imagem de um procedimento de rinoplastia, ironizando os comentários negativos que recebeu “e quando eu tomo suco de cupuaçu no meio da cirurgia o nariz fica assim…” diz ex-bbb.

 Leia nota na íntegra:

O Conselho Regional de Medicina do Estado de Mato Grosso (CRM-MT) em virtude de imagens veiculadas em redes sociais onde o cirurgião plástico, Dr. Marcos de Oliveira Harter, aparece comendo durante um procedimento em centro cirúrgico abriu sindicância, ex officio, para apurar eventual desvio ético do profissional e da direção técnica do Hospital e Maternidade Nossa Senhora de Fátima, localizado no município de Sorriso, onde supostamente ocorreu o fato.

A sindicância, conforme estabelecido pelo Código de Ética Médica, seguira sob sigilo. O caso foi amplamente explorado pela imprensa nacional nesta semana. Salientamos, ainda, que o profissional encontra-se regularmente inscrito, sob o nº 7.554.

O médico citado tem especialidade registrada em cirurgia plástica, e além de Mato Grosso, possui registro e se encontra regular para atuação no Paraná (CRM-PR 36.105) e São Paulo (CRM-SP 139.213). Também consta com registro e transferência dos estados do Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.

Fonte: Repórter MT

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here