Ao anunciar a demissão da ex-deputada mato-grossense Teté Bezerra (MDB) da presidência da Embratur, durante uma “live” no Facebook, o presidente Jair Bolsonaro(PSL) não poupou críticas ao jantar de R$ 290 mil que seria patrocinado pela autarquia e oferecido a empresários do turismo em São Paulo.

Afirmando que o contribuinte é quem iria “pagar a conta” do jantar, o presidente disse ter entrado com contato com o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, a quem ordenou que cancelasse o jantar e demitisse Teté.

“Ela foi exonerada no dia de hoje. Página virada”, disse.

O presidente criticou a atitude da ex-deputada, afirmando que um gasto dessa ordem não poderia ser “admitido passivamente”.

“Isso é um escracho, um deboche para com o brasileiro que está cansado de pagar impostos, está cansado de ser quase extorquido e não ter, na ponta da linha, uma contraprestação de serviço. Seria um dinheiro jogado fora. Está resolvido”, afirmou.

Veja o vídeo:

Fonte: Midia News

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here