Presidente da Sisma (Sindicato dos Servidores Públicos da Saúde do Estado de Mato Grosso), Oscarlino Alves revelou, em entrevista ao Jornal do Meio Dia, da TV Vila Real, que está confirmado o primeiro caso de um profissional de saúde atingido pela Covid-19. Trata-se de um enfermeiro que está internado em uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva) cujo teste para presença da sétima cepa do corona vírus teve resultado positivo confirmado por exame de laboratório.

Ele também reclamou da falta de EPI (equipamento de proteção individual) para os profissionais da área. “Não posso falar o nome dele. A gente já pediu a autorização para a assessoria jurídica”, disse ele, explicando porém que os advogados do sindicato ainda não se manifestaram sobre e que por isso não podiam sequer dizer o nome do hospital onde o profissional cuidador está internado. “Mas outros colegas [da saúde] que trabalham com ele estão tomando providências para monitorar todos os demais que trabalham do lado dele”.

Oscarlino sequer confirmou a cidade onde o caso acontece o caso, mas trata-se realmente do primeiro oficialmente divulgado.

NÚMEROS OFICIAIS

Mato Grosso tem oficialmente confirmados 16 casos de infecção pelo coronavírus, divulgou o Ministério da Saúde neste domingo (29). Assim, o número de casos subiu em relação ao último boletim, divulgado na sexta-feira (27) pela SES (Secretaria de Saúde Estadual), contava 11 casos de infecção pelo novo corona vírus em Mato Grosso.

Entre esses 11 confirmados semana passada, oito são em Cuiabá, dois em Várzea Grande e um em Nova Monte Verde (distante 920 quilômetros da capital). O secretário de Saúde Gilberto Figueiredo admitiu na mesma ocasião que a transmissão já é comunitária e, como tal, não é mais possível detectar a origem das contaminações. Outros 556 casos são investigados como suspeitos de Covid-19.

Autor: Folhamax/Cuiabá

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here