Os prefeitos da região do vale do Teles Pires estão passando por uma verdadeira encruzilhada. Isso porque o governo do estado do Mato Grosso está com a ideia de transferir a administração e responsabilidade dos hospitais regionais de Sorriso e de Sinop para o Consórcio de Saúde vale do Teles Pires, que é composto por 15 municípios da região.

A iniciativa não é nenhuma novidade e há décadas já vem sendo estudado por outros governos mas nunca se tornou prática, principalmente pela falta de confiança do governo junto aos prefeitos e vice-versa, uma vez que o estado não vem honrando os seus pagamentos com os municípios e muito menos com suas unidades de alta complexidade, que são os hospitais regionais.

Agora o governador Mauro Mendes (DEM), quer passar a gestão dos hospitais para o consórcio. Com o receio de assumir um abacaxi sem tamanho e sem nenhuma garantia financeira, os prefeitos estão bastante cautelosos quanto ao debate em questão e exigem para início de conversa, que o governo defina um pagamento antecipado de valores para que então os municípios ou as prefeituras passem a gerir os hospitais. “Nosso consórcio é modelo e ajuda muito os municípios, especialmente nas questões em que o estado falha. Nosso receio é que uma coisa que está dando certo possa se perder no caminho ao mudar o seu foco. Os municípios não têm condição financeira de suportar os recursos necessários para manutenção de hospitais de alta complexidade, como são os hospitais regionais”, declarou um dos prefeitos que fazem parte do Consórcio de Saúde Teles Pires.

Durante uma reunião com prefeitos em Cuiabá na semana passada, o governador tornou a propôr aos prefeitos esta ideia. Não há ainda prazo definido para que haja ou não esse acordo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here