O Brasil tem mantido o fluxo de importação de cargas russas de fertilizantes. Em maio, 1,073 milhão de toneladas do produto chegaram ao Brasil, conforme os dados mais recentes do Comextat (serviço de estatísticas de comércio exterior do Brasil) da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério da Economia, com desembolso de US$ 881,1 milhões.

O volume de fertilizantes foi 78% superior ao reportado em igual mês do ano passado, de 602,617 mil toneladas.

Nos primeiros cinco meses do ano, o Brasil recebeu 3,484 milhões de toneladas de fertilizantes russos (6% mais na comparação anual) com desembolso de US$ 2,512 bilhões.

O produto russo representou 23% de um total importado pelo país de 15,223 milhões de toneladas. Do montante internalizado da Rússia no ano, 1,524 milhão de toneladas foram de fertilizantes potássicos, 584,438 mil toneladas de nitrogenados e 1,376 milhão de toneladas de adubos contendo dois ou três nutrientes do complexo NPK (nitrogênio, fósforo e potássio).

A Rússia é o principal fornecedor destes insumos ao Brasil, respondendo por 22% do total importado anualmente pelo País, de aproximadamente 9 milhões de toneladas.


Autor: O Estado de São Paulo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here