O infectologista Leonardo Weissmann, do Instituto Emílio Ribas e consultor da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), em uma entrevista para a CNN, como devem ser utilizadas e higienizadas as máscaras de pano.

Segundo o especialista, a proteção tem função de barreira mecânica e é recomendada para quem não está com o coronavírus ou está assintomático –não apresenta tosse ou espirro, por exemplo.

“A máscara de pano deve ser usadas por aquelas pessoas que precisam sair de casa [e não tem sintomas]. Já aquelas que estão com sintomas respiratórios, como tosse e espirro, precisam usar a máscara cirúrgica”, orienta.

A máscara caseira ainda requer outros cuidados de uso. “Ela não tem o poder de filtração, por isso que se recomenda que, quando a pessoa for usar, evite tocar olhos, nariz e boca, porque pode ter um vírus ali na frente dela. Tem que tomar muito cuidado com isso”, diz.

Como lavar da forma correta

As recomendações do Ministério da Saúde são claras: é preciso trocar a máscara quando ela ficar úmida e lavá-la todos os dias. O infectologista explica a forma correta.

“A higienização dessas máscaras deve ser em uma solução com água sanitária em uma proporção de 10 ml (mais ou menos uma colher de sobremesa) para meio-litro de água”, explica. O ideal é deixá-la entre 10 a 20 minutos na solução.

“Depois de seca, você pode usar essa máscara novamente, mas é importante destacar que só esse tipo de máscara que pode ser lavada e reutilizada. A cirúrgica e a N95 não podem ser lavadas”, ressalta. 

A confecção de máscaras em casa ocorre em meio a uma disputa global por esse tipo de equipamento de proteção individual, e acusações de que os Estados Unidos estão “sequestrando” esses itens.

CNN

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here