Os três principais programas do Ministério da Educação para ingresso no ensino superior abrem inscrições nos próximos dias. São os casos do Sisu, do ProUni e do Fies.

Os três programas utilizam a nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) no acesso. Os resultados da prova de 2019 foram divulgados na última sexta-feira (17).

O primeiro programa a abrir inscrições é o Sisu (Sistema de Seleção Unificada), pelo qual as instituições públicas de ensino superior oferecem vagas a candidatos participantes do Enem. Os estudantes poderão se candidatar a partir desta terça-feira (21) e até sexta (24) por meio do site do programa.

São 237.128 vagas em 128 instituições de todo o país. Cada estudante pode escolher duas opções de cursos nas diferentes universidades federais e estaduais do país. Os de melhor pontuação no Enem têm mais chance de conquistar a vaga. Os resultados da chamada regular serão divulgados no dia 28.

Nessa mesma data abrem as inscrições para o Prouni (Programa Universidade para Todos), que concede bolsas integrais ou parciais em instituições privada. As candidaturas serão aceitas até 31 de janeiro.

Podem concorrer brasileiros participantes do Enem 2019 que não têm diploma de curso superior. Para realizar a inscrição, o estudante deverá acessar o site do ProUni, informar seu número de inscrição no Enem 2019 e a senha.

O terceiro programa de interesse para quem pretende fazer um curso de nível superior é o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), que tem modelos para financiar os estudos em instituições não gratuitas. Há diferentes modalidades de concessão, com juros zero para quem mais precisa e uma escala conforme a renda familiar do participante. O período de inscrições será entre 5 e 12 de fevereiro. Informações no site do Fies.

Portugal

A pontuação do Enem também pode ser usada nos processos seletivos de instituições de educação superior estrangeiras. O Inep tem acordo interinstitucional com 47 universidades portuguesas, o que garante acesso facilitado às notas dos estudantes brasileiros interessados em cursos de graduação em Portugal. Cada instituição define as regras e os pesos para uso das notas.

Fonte: R7.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here