O caminhoneiro de 32 anos, chamado Antônio Márcio, morreu em decorrência do novo coronavírus (Covid-19) na última quarta-feira (17). Sua mãe, Nadir Bueno, deu uma entrevista emocionada, contando que o filho não acreditava na existência da doença, que dizia ser “politicagem”.

A entrevista foi veiculada pelo MT1, da TV Centro América. “Ele era caminhoneiro, tinha 32 anos e 5 meses. Ele não acreditava no Covid. Ele falava que não existia Covid, que era politicagem. E eu falava: ‘não, meu filho, não é. Cuidado! Nenhum político vai fazer uma coisa dessas’. Porém, ele não acreditava”.
 
Nadir ainda contou que o filho passou mal em Vilhena, Rondônia, onde teve que ser buscado pelos familiares. Ele ficou vinte e dois dias internado no Pronto Socorro e no Hospital Metropolitano, e faleceu na última quarta-feira (17). Ele era filho único.
 
No boletim da Secretaria de Estado de Saúde (SES) divulgado na quarta-feira (17), não constam comorbidades para o rapaz. Mato Grosso tinha, até aquele dia, 272 óbitos confirmados por coronavírus, além de 7.361 casos. Na última segunda-feira (22), os mais recentes dados mostraram 394 mortes e 10.270 casos confirmados da doença.

Autor: Olhar Direto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here