O Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso (CRM) enviou nessa quarta-feira (10) um oficio ao governo de Mato Grosso, aos prefeitos e secretários municipais de saúde onde recomendou um isolamento mais rígido e propôs o fechamento do comércio para conter o avanço do coronavírus (Covid-19). A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quarta-feira, 4.762 casos confirmados por Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 153 óbitos em decorrência do coronavírus no estado.

O ofício é destinado ao governador Mauro Mendes (DEM), ao secretário de saúde do estado, Gilberto Figueiredo, aos prefeitos e secretários municipais dos 141 municípios. “O CRM recomenda [que] adotem ações mais rígidas em relação ao isolamento social e ao fechamento do comércio para encararmos aquela que se apresenta como sendo a fase mais crítica da pandemia da COVID-19 em nosso estado”, disse.PUBLICIDADE

O documento é assinado pela presidente do CRM-MT, Hildenete Monteiro Fortes. O CRM-MT levou em consideração um estudo realizado pelo Departamento de Geografia da Universidade de Mato Grosso (UFMT), que aponta que o estado deve atingir o número máximo de infectados pelo novo coronavírus até dia 3 de setembro, quando terá registrado 307.852 casos.

A data, considerada o pico de infecção, será após 163 dias da confirmação do primeiro caso registrado. “Contraditoriamente ao aumento exponencial de casos no mês de maio, vários municípios adotaram medidas de flexibilização da quarentena, o que nos parece que deve ser revisto neste momento”, ponderou o CRM.

O comércio em Cuiabá ficou um mês fechado. Já os shoppings da capital ficaram dois meses com as portas fechadas e voltaram a funcionar com restrições na semana passada.

Já nessa semana o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) decretou toque de recolher em Cuiabá, a partir deste sábado (13).

De acordo com o decreto, a partir desta data, fica proibida a circulação de qualquer cidadão no município, no período entre as 22h30 às 5h. A medida irá valer até o dia 28 de junho.

Autor: Folhamax

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here