O governador Mauro Mendes (DEM) agradeceu o empenho dos deputados estaduais em autorizar o empréstimo de até 332,6 milhões de dólares com o Banco Mundial para quitar a dívida de 248 milhões de dólares com o Bank of America. Para o chefe do Executivo, a contração do empréstimo é apenas uma das medidas tirar o Estado do ‘buraco’.

“Foi bastante positivo e agradeço a Assembleia Legislativa. Temos que tomar muitas atitudes para melhorar o Estado. Estamos fazendo estas ações como fizemos em janeiro. Esta é mais uma medida e terão outras. Precisamos de um conjunto de medidas e esforços que vai levar Mato Grosso a sair do buraco e das dificuldades que se encontra hoje”, respondeu o governador ao ser questionado por jornalistas sobre o assunto.

Com a aprovação do Legislativo, o Governo poderá fechar o acordo com o Banco Mundial deixando a dívida mais longa e com uma menor taxa de juros, o que trará economia para Mato Grosso, além do alívio imediato de não precisar pagar a parcela de aproximadamente R$ 146 milhões que estava programada para o mês de setembro. Só em juros, o Governo estima economizar R$ 763 milhões nos próximos quatro anos. 

O alongamento da dívida com a renegociação, segundo a equipe econômica do Governo, trará uma economia de aproximadamente R$ 200 milhões para os cofres de Mato Grosso.

O acordo com o Bank of America foi firmado na gestão do ex-governador Silval Barbosa. A instituição na época comprou parte da dívida do Estado com a União, para aumentar a capacidade de endividamento de Mato Grosso e possibilitar a execução de obras, especialmente as voltadas para a Copa do Mundo de 2014.

Atualmente o Estado deve cerca de US$ 248 milhões. O novo acordo de venda da dívida para o Banco Mundial pode estender o prazo de pagamento por 30 anos, estabelecendo o parcelamento mensal com uma taxa de 1,5% ao ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here