O procurador-geral de Justiça José Antônio Borges oficializou a criação das unidades descentralizadas do Gaeco (Grupos de Atuação Especial Contra o Crime Organizado) que funcionarão nos municípios de Barra do Garças, Cáceres, Rondonópolis e Sorriso.

A medida consta no ato publicado no Diário Oficial do Estado que circula nesta quinta-feira (21) e é assinada pelo chefe do Ministério Público Estadual (MPE).

No texto, o procurador diz que a descentralização se justifica, por exemplo, em função das dimensões e variações econômicas de Mato Grosso que “diversificação a criminalidade organizada” no Estado.

“Considerando as peculiaridades de Mato Grosso, o Gaeco com sede na Comarca de Cuiabá, passa a contar, no âmbito do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, com as seguintes unidades desconcentradas: I – GAECO Barra do Garças; II – GAECO Cáceres; III – GAECO Rondonópolis; IV – GAECO Sorriso”, diz trecho da publicação.

Assim que assumiu o comando do MPE, no início deste mês, o procurador-geral de Justiça confirmou que o Gaeco passaria a contar com unidades pelo interior do Estado.

O promotor de Justiça Mauro Zaque acumulará as ações do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público do Ministério Público Estadual (MPE) com as dos Gaecos regionais.

Borges explicou a imprensa que, inicialmente, as unidades contarão com dois promotores, um auxiliar e um assistente ministerial.

Ainda segundo ele, a implantação dos Gaecos regionais já estava previsto no Plano Plurianual (PPA) do MPE desde o ano passado.

Borges comandará o MPE no biênio de 2019/2021 e adiantou que uma de suas prioridades é fortalecer o combate às organizações criminosas e à corrupção e, daí, a ideia de interiorizar o Gaeco.

Fonte: Midia News

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here