A Polícia Federal apreendeu na madrugada desta quarta-feira (22) 15 caminhões carregados de madeira ilegal na Terra Indigena Aripuanã, localizada na região da Aldeia Taquaral, no municipio de Aripuanã (1.002 km de Cuiabá). Foram apreendidos também 3 tratores e 3 motos.

De acordo com a PF, a ação desta quarta faz parte da Operação Onipresente, deflagrada em conjunto com o Ibama na repressão da extração de madeira e garimpos clandestinos em terras indígenas no norte de Mato Grosso.

Neste ano, na mesma localidade, a PF já havia desmantelado a ação de garimpeiros e, agora, a ofensiva da polícia reprimiu a tentativa do retorno da atividade garimpeira. Esse ponto também foi alvo da Operação Ato Reflexo, que resultou na prisão de um servidor da Funai (Fundação Nacional do Índio) e um cacique que recebia 20% de todo ouro extraído da terra indígena.

A PF afirma que esta é uma área muito extensa e com grande contingente de desmatamento, com estradas que vão de Aripuanã até Rondônia dentro da Terra Indígena. Calcula-se que todos os dias saem dessa área de desmatamento pelo menos 10 caminhões carregados de toras de alto valor.

Segundo o órgão, pela grande extensão a ser fiscalizada as equipes conseguiram apenas nesta madrugada realizar o equivalente a 10 dias de trabalho.

Além da ação desta madrugada, nos dias anteriores equipes também atuaram nos seguintes locais:

– Garimpo no Rio Roosevelt – inutilizadas 6 balsas, 1 caminhão e 3 motos
– Garimpo na Terra Indígena Aripuanã no ponto do Tamari – inutilizados 6 motores e 1 Pá Carregadeira
– Fiscalização Terra Indígena Kayabi, Kayapó, Zoró e no Parque Nacional do Xingu

Autor: Jornal A Gazeta

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here