Em seu 11º levantamento de safra, a entidade não alterou as perspectivas (realizadas em julho) para os estados que mais produzem soja no país

O 11º Levantamento de Grãos realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e divulgado nesta terça-feira (11) apontou uma leve correção para cima para a produção de soja na safra 2019/2020. Esse ajuste se deve pontualmente a correções realizadas nas safras do Piauí e Tocantins.

Ainda falta um relatório a ser divulgado em setembro e, aí sim, a Conab dará números finais a safra de soja. Por enquanto, o relatório de agosto aponta para uma produção final na ordem de 120,9 milhões de toneladas, pouco acima da estimativa de 120,8 do mês anterior.

Esse ajuste veio justamente por conta de revisões na safra do Piauí e de Tocantins. Vale ressaltar que a diferença entre julho e agosto não foi grande, mas foi ela que elevou um pouco mais a safra.

O Piauí que tinha a previsão de produzir 2,374 milhões de toneladas em julho, agora teve sua projeção elevada para 2,411 milhões de toneladas, representando uma alta de 3,9% ante a safra 2018/2019 (2,322 milhões de toneladas).

O Tocantins teve sua nova projeção elevada para 3,414 milhões de toneladas, ante as 3,403 de julho. Isso representa uma elevação de 16,5% ante 2018/2019 (2,931 milhões de toneladas).

O restante dos estados tiveram suas estimativas rigorosamente intocadas, se comparadas a julho. Confira abaixo!

Por Daniel Popov, de São Paulo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here