O presidente do PL nacional, Waldemar Costa Neto

A insistência do presidente do PL em lançar um nome para a Presidência do Senado passa pelo confronto com o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes.

Valdemar Costa Neto foi convencido de que não adianta tentar enfrentá-lo na esfera jurídica e pretende se valer dos canais políticos para, de acordo com um interlocutor, manter a espada sobre a cabeça do ministro.

Valdemar, que já deu duas entrevistas coletivas à imprensa para contestar o resultado das eleições de outubro, pretendia fazer um novo aceno aos apoiadores de Jair Bolsonaro (PL) nesta quarta-feira (7), ao final da reunião que a bancada do partido no Senado vai fazer para anunciar o nome de Rogério Marinho (PL-RN) como candidato à presidência da Casa.

No entanto, acabou escalando o líder do PL no Senado, Carlos Portinho, para falar com os jornalistas.

O nome de Marinho para comandar o Senado faria parte da estratégia de usar canais políticos para aumentar a pressão sobre Moraes. Cabe ao presidente do Senado pautar pedidos de impeachment contra ministros do Supremo.


Autor: A Folha de São Paulo

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here