Uma parceria entre Tama, SLC e Scheffer em torno de uma causa social, a prevenção do câncer de mama, e uma cultura em comum, o algodão, está chamando a atenção nas redes sociais. Com fotos incríveis da colheita da fibra, as empresas se uniram, neste mês de outubro, e criaram a Campanha Algodão pela Vida, alertando para a prevenção da doença que só em 2019 deve atingir mais de 59 mil mulheres no Brasil, segundo dados Instituto Nacional de Câncer (INCA).

O que muitos não sabem é que a ideia teve início nas lavouras de um produtor americano de algodão, Jason Chandler. Situado em Missouri, em 2010, o produtor pediu à TAMA para produzir o RMW, tecnologia utilizada no enfardamento do algodão, com a cor rosa. O motivo? homenagear a irmã que faleceu vítima de câncer de mama naquele ano. Desde então, a versão rosa se transformou em uma campanha global da Tama.

Neste mês de outubro, em todo o país, campanhas sobre o Outubro Rosa são veiculadas com objetivo de levar informações às mulheres, especialmente às que passaram dos 40 anos, sobre a importância de fazer uma consulta médica e exames para a detecção precoce da doença. Segundo o Inca, se descoberta no início, através de mamografias ou exame de toque, as chances de cura chegam a 95%.

Fardos cor de rosa
Para chamar a atenção da causa, durante o período da campanha serão expostos enormes fardos de algodão com RMW na cor rosa, para lembrar a população sobre a necessidade de prevenção do câncer de mama. A cor dos fardos segue a da campanha anual Outubro Rosa, que abraça o mesmo objetivo.

Divulgação
Segundo a Abapa, a ação estará concentrada nas cidades onde estão os maiores produtores de algodão do país. Na Bahia, as cidades de Barreiras e Luís Eduardo Magalhães; e em Mato Grosso, mesmo com o término da colheita, nas cidades de Primavera do Leste, Campo Verde, Sorriso, Lucas do Rio Verde, Sapezal e Campo Novo do Parecis.

Foto: Assessoria

Empresas
A Tama Brasil é a empresa detentora da tecnologia para enfardamento do algodão, a SLC Agrícola, hoje é uma das maiores produtoras mundiais de grãos e fibras, focada na produção de algodão, soja e milho, e o grupo Scheffer, possui diversas unidades em Mato Grosso produz algodão, soja e milho.

Para a gerente de Comunicação Corporativa da SLC Agrícola, Déa Machado, participar da campanha Algodão pela Vida é motivo de orgulho para a empresa. “Podemos incentivar nas mulheres a conscientização sobre a necessidade do exame e detectar de forma precoce o câncer de mama, caso haja. Vamos levar para as comunidades próximas, às nossas Fazendas da Bahia, um pouco mais de esclarecimento sobre este tema tão importante para a saúde feminina”, disse.

Foto: Assessoria

Segundo o gerente de marketing da Tama, Bruno Caetano Franco, a campanha já é em outros países, mas esta será a primeira vez que a SLC Agrícola participa. “A versão rosa causa reflexão e se tornou uma campanha global da Tama desde o pedido do produtor americano”, explica.

A iniciativa contará com apoio de entidades do setor do algodão, além de ações na mídia e nas redes sociais. Uma instituição de apoio e combate ao câncer de mama será escolhida para receber o apoio da ação.

Texto: O Livre com informações da assessoria da Abapa e Tama


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here