Foto: reprodução das redes socais. (oto: AFP / Fabrice COFFRINI).

Ao corrigir uma atividade enviada aos alunos, Rosiani mal podia esperar que seu coração seria tocado de uma forma tão profunda e transformadora por uma pequena de dez anos.

Paranaenses não apoiam volta às aulas: enquete exclusiva do RIC Mais mostra que 93% do público é contra o retorno das atividades presenciais.

Recado para professora comove a web: “desculpa professora, não fiz a lição”

O recado para a professora veio em uma atividade que tinha um objetivo simples, mas extremamente importante: envolver as crianças com seus familiares para ajudar a promover a interação em casa nesse momento tão difícil de isolamento e pandemia.

A lição precisava ser feita – no mínimo – em dupla: era preciso brincar de jogo da velha, uma brincadeira em que dois jogadores preencham as linhas diagonais, horizontais ou verticais com um mesmo símbolo: X ou O, impedindo que o adversário faço as marcações e complete o jogo.

Apesar de simples, naquele dia a lição de uma aluna veio em branco. Na lateral, um recado para a professora com a justificativa:

“Desculpa profe não ter feito essa lição. Ninguém quis fazer comigo”.

Comovida com a mensagem, a professora resolveu contar a história em suas redes sociais, que acabou viralizando e tendo mais de dez mil compartilhamentos.

“Como não se emocionar? E como não se sentir impotente diante desta situação ao receber este recadinho? É isto que estamos vivendo… é esta a nova realidade? o novo “normal”, disse ela na publicação.

De acordo com a professora, esse tipo de atitude é mais comum pessoalmente. “Me faltou fôlego. Mas vi que na minha profissão isso é muito comum e que tenho que fazer a diferença para ela”.

“Ao deparar com a atividade dessa minha aluna fiquei muito emocionada. Meu mundo desabou, chorei, e depois respirei fundo e pensei: tenho que fazer algo. tenho que dar uma resposta a esta criança”.

Para escrever o recado para sua aluna, Rosiani afirma que usou a alma.

Fonte: R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here