Um incêndio que dura cinco dias já queimou 100 hectares no Parque Sesc Serra Azul, na região de Nobres, e 6 mil hectares de pastagem em áreas vizinhas, segundo o Corpo de Bombeiros Militar, que tenta controlar o fogo. O parque está fechado para visitação desde quinta-feira (5).

As chamas se alastraram e, na madrugada desta sexta-feira (6), atingiram a Cachoeira Serra Azul, principal atrativo turístico do parque. Segundo o Sesc, em 2018 mais de 18 mil pessoas visitaram o local.

Na manhã de sexta-feira, a fumaça inviabilizou a utilização das aeronaves de combate devido à baixa visibilidade.

A força-tarefa está concentrada em solo, com a utilização da técnica de contra fogo em 16 km, que complementam a função do aceiro de não deixar o fogo progredir.

Para combater as chamas, o Corpo de Bombeiros conta com um caminhão pipa, dois caminhões de reboque com capacidade para armazenar 3.000 litros de água, uma estrutura de piscina com capacidade para 15.000 litros de água e tem o apoio de militares do Exército, agentes da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) e moradores de fazendas vizinhas, além do apoio aéreo.

Chamas atingiram a área do parque na madrugada de quinta-feira (5) — Foto: SESC Pantanal

De acordo com o Corpo de Bombeiros, 48 profissionais, entre bombeiros, militares do Exército, agentes da Secretaria de Meio Ambiente (Sema) e brigadistas do Sesc Serra Azul combatem incêndios na área de proteção ambiental.

O fogo destruiu áreas de pasto e de vegetação nativa, indo em direção ao Sesc Serra Azul. No início da manhã de quinta, equipes do Exército, com 22 militares, e da Sema, com dois agentes, reforçaram o efetivo de 14 bombeiros militares e dez brigadistas do Sesc no combate às chamas.

O fogo teve início no domingo (1º), numa área de proteção ambiental e acabou avançando.

As chamas se alastraram rapidamente e também atingiram uma área de pastagem. Por ser uma região de morros e muito acidentada, as equipes que fazem o combate por terra enfrentam dificuldades. Devido às condições do incêndio foi solicitado reforço, que chegou ao local na quinta-feira.

Como o Parque está sobre gerência do Sesc Pantanal, os brigadistas das unidades de Poconé e Barão de Melgaço também estão atuando no combate às chamas.

Prorrogação

Por causa ao alto índice de queimadas no estado, o governador Mauro Mendes (DEM) assinou há uma semana um decreto que prorrogou o período de proibição de queimadas até o dia 30 de novembro. Com isso, estão suspensas todas as autorizações para desmatamentos por parte da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema).

De acordo com o governador, os relatórios apresentados pelos órgãos de controle mostram que, apesar de 63% de área preservada, o desmate teve um aumento considerável, nos últimos anos.

Por G1 MT


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here