Em mais um sábado (15) de imunizações, 260 sorrisenses foram imunizados. A informação é do secretário de Saúde e Saneamento, Luís Fábio Marchioro.   Durante toda a manhã os PSFs do Rota do Sol, Novos Campos e Central (ao lado do Hospital Municipal de Campanha), estiveram abertos e atenderam com livre demanda para aplicar a primeira “picadinha de esperança” em essoas atendidas pelo Benefício Assistencial de Prestação Continuada (BPC) e portadores de deficiência permanente, não beneficiários do BPC. Além deles, sorrisenses com comorbidades foram imunizados por agendamento em outros dois PSFs.

De acordo com um relatório do Estado, 5.496 sorrisenses com mais de 18 anos apresentam alguma comorbidade para o SARS-COV-2; contudo, muito desse público já foi imunizado, pois conta com 60 anos ou mais. Há ainda, 1.772 pessoas também com mais de 18 anos que apresentam deficiências permanentes, desse público também já foram imunizadas várias pessoas acima de 60 anos.

Marchioro pontua que quem foi imunizado e tiver qualquer reação deve procurar imediatamente atendimento na Unidade de Pronto Atendimento Sara Akemi Ichicava, no Hospital Municipal de Campanha ou nas próprias Unidades Básicas de Saúde. Outra opção é ligar no 150 que atende das 7 horas da manhã à meia-noite para orientações.

O secretário também destaca que após receber uma ou as duas doses, a pessoa deve manter a rotina de cuidados não farmacológicos preventivos, como o uso da máscara, a higienização constante das mãos e o distanciamento social.

Pré-cadastro

O secretário lembra ainda que quem integra o grupo com comorbidades ou deficiências permanentes e ainda não recebeu a primeira dose, deve inserir o nome no pré-cadastro on-line disponível no site da Prefeitura, www.sorriso.mt.gov.br.

Marchioro pontua que a inserção do nome no pré-cadastro não equivale a agendamento ou garantia para a imunização. “Não se trata de agendamento. Esse pré-cadastro tem como objetivo organizar as filas e prioridades na distribuição das vacinas que estão sendo fornecidas pelo Ministério da Saúde e seguirá o cronograma de entrega de doses”, explica.

Conforme os cadastros são recebidos, todos são analisados pela equipe técnica da Secretaria de Saúde e Saneamento para organizar a demanda. Outra opção para quem tem comorbidades é procurar diretamente a Unidade de Saúde mais próxima de sua residência para a inserção do nome na lista. E quem ficou com dúvidas pode ligar no 150 que atende das 7 horas da manhã à meia-noite.

O gestor explica ainda que para realizar as imunizações o Município segue à risca o Plano Nacional de Imunizações elaborado pelo Ministério da Saúde.

Da Assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here