Sorriso enfrenta dificuldades na realização de cirurgias ginecológicas, especialmente de histerectomia (retirada do útero) e de colpoperíneo (levantamento de bexiga). E a dificuldade é por um fator inusitado: pacientes que deram entrada ao pedido não estão sendo localizadas.

A coordenadora da Central de regulação do Município, Jéssica Toniazzo, explica que há pacientes que deram entrada e que ou não procuraram mais o atendimento ou não atendem telefone desde 2015. “Temos uma estimativa de 400 pacientes com cirurgias atrasadas entre os anos de 2015 e 2021”, relata. Conforme Jéssica, muitas pessoas entram com o pedido do procedimento e depois trocam de endereço e de número de telefone, sem comunicar a Unidade de Saúde da Família; outras não atendem ligações. “Diariamente nossa equipe liga e não é atendida”, reforça.

Diante do quadro, a Secretaria de Saúde e Saneamento do Município está realizando uma busca ativa dessas pacientes. São pacientes especificamente com cirurgias ginecológicas atrasadas e que deram entrada com o pedido pelas Unidades de Saúde da Família. “São aquelas mulheres que consultaram nos nossos postinhos, receberam o atendimento inicial nas Unidades de Saúde da Família”, ressalta Jéssica. E como não atenderam aos chamados, nenhuma dessas pacientes realizou nem consultas pré-cirúrgicas e nem os exames necessários para o procedimento.

E é justamente por casos dessa natureza que a Central está realizando a busca. Para quem se enquadra nessa situação, a dica é entrar em contato pelo número (66) 9978-8441 que atende pelo whatsapp, das 7 às 13 horas, e enviar foto do protocolo do pedido e do cartão SUS.

“Estamos com vagas disponíveis, queremos dar celeridade a essa fila, por isso pedimos que qualquer pessoa que se enquadra nessa situação entre em contato conosco com urgência”, completa Jéssica.

Vale lembrar mais uma vez que o atendimento é por whatsapp, das 7 às 13 horas, no número (66) 9978-8441 e que a busca ativa é para pacientes com indicações cirúrgicas de histerectomia (retirada do útero) e de colpoperíneo (levantamento de bexiga) atrasadas e que deram entrada pelas USFs.


Autor: Assessoria de Imprensa

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here