De acordo com dados do boletim diário nº 202, divulgado na terça-feira (13 de outubro), 90% dos sorrisenses contaminados pelo novo coronavírus Sars-CoV-2, que causa a Covid-19, estão curados. O boletim aponta que desde o início da pandemia, Sorriso registrou 6.448 casos confirmados de Covid-19, dos quais 5.792 estão curados, chegando à casa dos 90% de cura.

Ainda de acordo com o boletim, hoje são 559 casos ativos no município com 17 pessoas internadas; destas 11 estão em UTI e 6 em leitos de enfermaria. No momento são 8 profissionais da Secretaria de Saúde e Saneamento afastados devido à doença. O boletim também aponta ainda 213 casos suspeitos aguardando o retorno dos exames. Segundo o relatório, 972 pacientes com sintomas gripais recebem acompanhamento domiciliar dos profissionais da Secretaria. Sorriso conta com dois leitos públicos de UTI para casos de Covid-19 e, ambos estão ocupados. O boletim também aponta as 97 mortes registradas durante os mais de sete meses de pandemia.

A recomendação para quem sentir sintomas, isto é, qualquer sintoma que possa estar relacionado à Covid-19 é procurar atendimento imediatamente. O Hospital de Campanha e a Unidade de Pronto Atendimento Sara Akemi Ichicava ficam abertos 24 horas. Além disso, o PSF São Mateus, localizado na Zona Leste, também está atendendo no período noturno. E há ainda as Unidades Básicas de Saúde que estão preparadas para atendimento e encaminhamento. No caso da necessidade de medicação, os pacientes podem retirar nas três farmácias cidadãs – a Farmácia Cidadã Central 24 Horas, a do Bela Vista e a da Zona Leste e nos Distritos de Primavera e Boa Esperança, somente é necessário que o paciente apresente receita do Sistema Único de Saúde (SUS).

Qualquer dúvida em relação à Covid-19 ou mesmo denúncia pode ser realizada pelo número 150 que atende 24 horas.  E continua válida a recomendação para que os sorrisenses evitem aglomerações; usem máscaras; higienizem as mãos com frequência com sabão ou álcool 70% e respeitem o período de quarentena no caso de testar positivo ou estar suspeito, evitando assim a proliferação do vírus, pois infelizmente a pandemia não acabou.  

Autor: Da Redação com Assessoria de Imprensa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here