O governo ucraniano solicitou o envio de “armas defensivas” a aliados, nesta 3ª feira (22.fev.2022). O pedido foi feito pelo chanceler do país, Dmytro Kuleba. O ministro afirmou ter enviado uma carta ao secretário britânico de Relações Exteriores com o pedido, e que também contataria interlocutores nos EUA.

“Nossas melhores garantias serão nossa diplomacia e armas”, afirmou Dmytro. “Vamos mobilizar o mundo inteiro para termos tudo de que precisamos para fortalecer nossas defesas”, continuou. Em 25 de janeiro, o governo dos EUA enviou 91 toneladas de “armas letais” ao país.

TENSÃO CRESCE NAS FRONTEIRAS

A Rússia anunciou na 2ª feira (21.fev.2022) o envio de tropas para “assegurar a paz” nas regiões separatistas de Donetsk e Luhansk, na Ucrânia. Em imagens divulgadas nesta 3ª feira (22.fev) é possível observar a movimentação de militares em direção à fronteira.

O presidente russo, Vladimir Putin, disse que não deve enviar tropas a Donetsk e Luhansk imediatamente. Segundo Putin, a Rússia dará ajuda militar às regiões separatistas “em caso de necessidade”. O noticiário internacional é impreciso a respeito de tropas russas.

Fonte: Poder 360

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here