Cinco países da América do Sul, França e Canadá anunciaram fechamento de suas fronteiras nesta segunda-feira (16) como medida para conter a disseminação do Covid-19, infecção causada pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2).

O presidente Emmanuel Macron também anunciou a suspensão do segundo turno das eleições locais e endureceu a circulação de pessoas nos espaços públicos em todo o país, fechando todos os parques e jardins da capital. “Nós estamos em guerra”, disse.

O pronunciamento de Macron aconteceu logo após a União Europeia propor a proibição de viagens ‘não essenciais’ entre países do bloco por 30 dias.

Também em pronunciamento nacional, o presidente Donald Trump admitiu que a crise gerada pela pandemia de coronavírus não tem data para acabar e que a economia dos Estados Unidos “pode estar” a caminho de uma recessão.

No Brasil, por outro lado, o presidente Jair Bolsonaro voltou a minimizar a gravidade da pandemia e disse que “está havendo um superdimensionamento”.

Sobre as restrições de circulação de pessoas e as críticas que recebeu após participar de uma manifestação a favor do governo e apertar a mão de diversos apoiadores, Bolsonaro declarou que a “responsabilidade” é dele e que “não pode algumas autoridades começar a proibir isso ou aquilo.”

Segundo o Ministério da Saúde, os casos confirmados de coronavírus cresceram no país:Brasil tem 234 casos confirmados e mais de 2 mil suspeitos de Covid-19até esta segunda. O vírus está presente em 14 estados e mais no Distrito Federal.

Ainda nesta segunda, a Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que a situação permanece grave e que já há registro de morte de crianças por coronavírus. A entidade defendeu testes em larga escala para cada caso suspeito e isolamento como estratégias mais eficazes para conter o vírus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here