O senador Wellington  Fagundes, que é presidente estadual do PL, fechou apoio à pré-candidatura do ex-deputado Nilson Leitão (PSDB) ao Senado. Com isso, deve confirmar a indicação do ex-vereador por Rondonópolis Zé Márcio Guedes (PL), que coordena seu escritório político em Mato Grosso, para a 2ª suplência do tucano.

Zé Márcio era suplente na chapa do ex-governador Júlio Campos (DEM), que recuou da pré-candidatura ao Senado e deve ser 1º suplente na chapa de Leitão. A articulação foi conduzida pelo seu irmão, o senador Jayme Campos.

Entretanto, o DEM está dividido por conta da articulação dos Campos. Ocorre que o governador Mauro Mendes e o presidente estadual da sigla, ex-deputado federal Fábio Garcia, estão inclinados a apoiar a candidatura do senador tampão Carlos Fávaro (PSD).

Enquanto o DEM não opta por uma candidatura ou libera os filiados para apoiar quem julgarem mais conveniente, Júlio está fechado com Leitão. Ainda assim, nesta semana se reuniu com Fávaro para sondar a possibilidade de ser 1º suplente do social democrata.

Leitão sequer considera essa possibilidade e já marcou data para anunciar Júlio com 1ª suplente. A coletiva virtual será realizada na próxima segunda (17).

“Acredito que até segunda as questões internas do DEM estarão resolvidas e vamos anunciar oficialmente o ex-governador Júlio Campos como 1º suplente. O importante é que temos o apoio dos dois senadores da República Jayme Campos e Wellington Fagundes. Esses são legítimos. O outro, Carlos Fávaro, é ilegítimo”, declarou Leitão, lembrado que o social-democrata foi terceiro colocado na eleição de 2018 e entrou no Senado por decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, contestada  nos meios políticos, em substituição a senadora cassada Selma Arruda (Podemos).

Suplentes de Leitão

Os suplentes de Leitão, da chapa formatada na convenção anulada pela resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que adiou a eleição suplementar para novembro, deixar a composição  sem contestação. O 1º suplente, empresário Vander Masson (PSDB),  deve disputar a Prefeitura de Tangará da Serra, enquanto o 2º suplente, vereador por Barra do Garças Júlio César, assumiu a coordenação da campanha no Vale do Araguaia.

Coordenadores

O deputado estadual Dilmar Dal Bosco (DEM), articulador do partido com Leitão, é o coordenador político da campanha. Já o deputado estadual Sílvio Fávero (PSL), de Lucas do Rio Verde, deixou o grupo do vice-governador Otaviano Pivetta (PDT), seu compadre e também pré-candidato a senador, para coordenar a campanha do tucano no Nortão.

Fonte: RD News

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here