O mercado brasileiro de milho teve mais um dia de cotações firmes nesta quinta-feira, 1. A combinação de alta no dólar e a Bolsa de Chicago subindo e atingindo os valores mais altos para o cereal em quase sete meses garantiu sustentação aos preços nos portos para o milho e também no interior ao produtor. A oferta está sendo restrita pelos vendedores e pouco a pouco as cotações reagem.

No Porto de Santos, o preço ficou em R$ 67/69 a saca. No Porto de Paranaguá (PR), o preço ficou em R$ 67/69 a saca.

No Paraná, a cotação chegou a R$ 60/61 a saca em Cascavel. Em São Paulo, o valor ficou em R$ 65/67 na Mogiana. Em Campinas CIF, o preço ficou em R$ 66,50/68 a saca.

No Rio Grande do Sul, a saca ficou entre R$ 67/69 a saca em Erechim. Em Minas Gerais, o preço registrado foi R$ 61/62 a saca em Uberlândia. Em Goiás, o valor esteve em R$ 58,50 – R$ 60 a saca em Rio Verde – CIF. No Mato Grosso, o preço chegou a R$ 56/58 a saca em Rondonópolis.

Câmbio

O dólar comercial encerrou a sessão em alta de 0,62%, sendo negociado a R$ 5,6530 para venda e a R$ 5,6510 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,5760 e a máxima de R$ 5,6530.

Autor: Agência Safras

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here