Quatro dos cinco maiores produtores do país são de Mato Grosso. Todos possuem mais de 100 mil hectares cultivados, quesito que foi usado no ranking, que é liderado pelo grupo Bom Futuro, de Eraí Maggi, empresário conhecido nacionalmente como “Rei da Soja”.

Segundo o ranking divulgado pelo site Compre Rural, o grupo de Eraí Maggi uma área plantada de 530 mil hectares. Com 30 anos de atuação em Mato Grosso, o grupo investe não só na soja, mas também na pecuária, piscicultura e na produção de sementes. O segundo colocado é o SLC Agrícola, grupo de Porto Alegre (RS), que possui 448,5 mil hectares.

Logo em seguida vem o grupo Amaggi, com 258 mil hectares, que é de propriedade da família de Blairo Maggi, que é primo de Eraí Maggi. Eles chegaram a Mato Grosso na década de 1970, se consolidando no mercado na década seguinte. Além da produção de soja, milho e algodão, o grupo também investe na geração de energia, com a construção e administração de pequenas centrais elétricas (PCH).

Em quarto lugar está o grupo Scheffer, com 224 mil hectares, que tem em Sapezal (480 km a noroeste de Cuiabá). A família Scheffer começou com o cultivo de algodão, soja e milho, mas depois decidiu expandir os negócios e trabalhar também com a pecuária. Além de Mato Grosso, o grupo também tem unidades produtoras no Maranhão.

Por último no top 5 dos grandes produtores, mas ainda assim gigante, está o grupo Terra Santa que tem 133,3 mil hectares de área cultivada. Nascido em 2006, o grupo é resultado da incorporação da Brasil Ecodiesel, Maeda Agroindustrial e Vanguarda Participações. Além das terras no Estado, a Terra Santa também investiu em cultivo na Bahia e Piauí.

Ainda segundo o ranking do Compre Rural, a SLC Agrícola está no processo de controle das operações da Terra Santa e, quando o processo for concluído, será a proprietária da maior área cultivada de grãos do país, com mais de 1,5 milhão de hectares.

Autor: A Gazeta

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here