Na região centro-norte do estado de Mato Grosso, uma iniciativa de união entre os municípios tem sido reconhecida em todo o Estado e no Brasil, pelos resultados obtidos no sucesso ao apoio no desenvolvimento da saúde pública aos cidadãos.

O Consórcio Público de Saúde Teles Pires, é composto por 15 municípios que fazem um rateio de cotas para a sua manutenção e a compra de medicamentos, exames, consultas, cirurgias, entre outros, que dão suporte ao que falta ou é de difícil aquisição pelo município de maneira isolada.

Um dos grandes trunfos que a região teve durante a pandemia do Coronavírus, nos anos de 2020 e 2021, o Consórcio auxiliou diretamente na aquisição de equipamentos, produtos de proteção, testes para exames, e articulação junto ao governo do estado, inclusive, para a implantação de leitos de UTI para tratar pacientes contra a COVID-19 em hospitais particulares e públicos da região. “Não fosse o consórcio, com certeza teríamos imensa dificuldade para conseguir enfrentar a pandemia”, disse o Secretário Municipal de Saúde do município de Nova Ubiratã, Marco Antônio Norberto Felipe, que também é presidente do Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado de Mato Grosso (COSEMS-MT).

Nos últimos anos, a receita e orçamento gerido pelo Consórcio de Saúde Teles Pires cresceu exponencialmente, demonstrando a confiança que os prefeitos da região tem no trabalho realizado. 

Apenas o município de Sorriso, por exemplo, onde funciona a sede administrativa do consórcio, repassou mais de R$ 5 milhões ao consórcio, onde uma das ações que se destacaram foi a aquisição e realização de 2.500 cirurgias de baixa e média complexidade, junto à hospitais particulares na região e na capital, Cuiabá.

Os prefeitos têm dito recorrentemente que o sucesso do Consórcio Teles Pires se dá por um fator especial, o não envolvimento político no mesmo, fator que tem se mantido há muitos anos, quando gestores seguem a tradição de “falar em bloco” e não isoladamente buscando benefícios específicos e favorecimento à este ou aquele município. “Esse é o segredo do sucesso do nosso consórcio”, disse um dos prefeitos membros.

Um dos exemplos é a equipe gestora do consórcio, que se mantém há três mandatos de gestões municipais seguidos, com a secretária executiva Solimara Lígia Moura à frente da Secretaria Executiva, junto à funcionários que já estão habituados e experientes na busca de alternativas para ajudar na dificuldade dos municípios no dia-a-dia quanto a necessidades de oferta dos serviços de saúde à sua população.

Atualmente o grande projeto capitaneado pelo Consórcio é o programa MT Mais Cirurgias, um programa do governo do estado que repassa recurso financeiro aos municípios para ajudar no custeio de cirurgias a serem adquiridas junto à iniciativa privada.

Os municípios componentes do consórcio Teles Pires, se uniram e repassaram à gestão desse programa ao consórcio, que conseguiu vencer os obstáculos burocráticos. Desde o início do ano já está realizando as cirurgias pelo programa, proporcionando à todos os municípios que utilizem seu sistema de gestão.

Para o prefeito Rodrigo Frantz, de Santa Carmen, que preside o Consórcio de Saúde Teles Pires, a ideia dessa união facilitou demais a vida dos gestores, especialmente na área da saúde, “pois quando um prefeito vai ao governo do estado ou federal a situação é uma, mas quando os prefeitos vão em bloco, como nós, por exemplo, a consequência é bem diferente, pois conseguimos força para lutar juntos pelos mesmos objetivos”, disse ele.

A entidade é frequentemente convidada a participar dos grandes debates sobre ações da saúde pública no estado, tanto pelo governo quanto pelos municípios, além de ser constantemente lembrada pelo Ministério da Saúde para eventos e reuniões sobre Consórcios de Saúde em nível nacional. “Esse reconhecimento nos dá ainda mais responsabilidade, pois essa confiança dos prefeitos, seus secretários e as esferas estadual e federal, precisa ser mantida, e para isso temos que avançar cada vez mais buscando soluções para as alternativas legais, vantajosas e que apoiem os municípios”, declarou Solimara. 

O consórcio recebe constantemente representantes de outras regiões que buscam entender o funcionamento para tentar implantar ou melhorar os que já existem.

Outra situação que os prefeitos da região debatem por diversas vezes nas reuniões de diretoria, são pedidos de outros municípios que desejam ingressar no consórcio, o que até o momento não teve aprovação. “Sempre trabalhamos respeitando a todos, cada membro do consórcio, onde os assuntos são pautados, debatidos e votados, com o respeito à opinião da maioria”, explicou o presidente. 

Autor: Assessoria de Imprensa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here