Após denúncias de pais de crianças autistas sobre a cobrança abusiva de coparticipação relativa aos serviços clínicos realizados pela Unimed Cuiabá, o Procon Mato Grosso instaurou um procedimento para apurar preços que estão sendo exigidos. Com a notificação, a empresa tem o prazo máximo de até 48 horas para apresentar respostas.

De acordo com o coordenador de Fiscalização, Controle e Monitoramento de Mercado do Procon-MT, Ivo Vinícius Firmo, o procedimento foi instaurado para a apurar a conduta da empresa e para que possa apresentar esclarecimentos e informações sobre os fatos.

“As situações foram amplamente divulgadas pela mídia e a empresa terá que informar, por exemplo, sobre a cobrança de coparticipações em terapias e sessões/consultas de psicologia, fonoaudiologia, nutrição, terapia ocupacional e/ou home care e as mudanças de valores, bem como cobranças retroativas”.

Já para o secretário do Procon, Edmundo Taques, o órgão está atento à situação e tomando todas as medidas administrativas necessárias. “O Procon-MT é comprometido com as questões que envolvem violações aos direitos dos portadores do transtorno do espectro austista no desrespeito da prioridade de atendimento”.

RD News

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here