Após denúncias de pais de crianças autistas sobre a cobrança abusiva de coparticipação relativa aos serviços clínicos realizados pela Unimed Cuiabá, o Procon Mato Grosso instaurou um procedimento para apurar preços que estão sendo exigidos. Com a notificação, a empresa tem o prazo máximo de até 48 horas para apresentar respostas.

De acordo com o coordenador de Fiscalização, Controle e Monitoramento de Mercado do Procon-MT, Ivo Vinícius Firmo, o procedimento foi instaurado para a apurar a conduta da empresa e para que possa apresentar esclarecimentos e informações sobre os fatos.

“As situações foram amplamente divulgadas pela mídia e a empresa terá que informar, por exemplo, sobre a cobrança de coparticipações em terapias e sessões/consultas de psicologia, fonoaudiologia, nutrição, terapia ocupacional e/ou home care e as mudanças de valores, bem como cobranças retroativas”.

Já para o secretário do Procon, Edmundo Taques, o órgão está atento à situação e tomando todas as medidas administrativas necessárias. “O Procon-MT é comprometido com as questões que envolvem violações aos direitos dos portadores do transtorno do espectro austista no desrespeito da prioridade de atendimento”.

RD News

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here