O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo: “Flexibilização é necessária, mas vai aumentar número de casos ”

O secretário de Estado de Saúde Gilberto Figueiredo demonstrou preocupação com a flexibilização das medidas de combate ao Covid-19 no Estado. Ele declarou em sua live agora a pouco, que pode ser bom do ponto de visto econômico, ma o impacto com isso na saúde será grande. “Toda flexibilização vai promover uma maior circulação de pessoas, o transportador dos vírus são as pessoas”, disse ele.

O secretário ainda falou nas redes sociais que o cenário é preocupante e admitiu, que não será mais possível o isolamento de forma mais rígida, uma vez que o aumento do fluxo de circulação de pessoas nas ruas e comércio pode influenciar diretamente no aumento dos casos do novo coronavírus. “Então, com certeza, nós teremos um crescimento no número de casos e infelizmente nós teremos o maior número de pessoas necessitando do atendimento hospitalar”, disse.

As principais cidades de Mato Grosso resolveram permitir a reabertura do comércio a partir de hoje, a exemplo de Cuiabá, Várzea Grande e Sinop.

“Já que não é possível assegurar por muito tempo o isolamento social de forma rígida, a flexibilização, em que pese seja necessária pelos aspectos econômicos, vai aumentar o número de casos e aumentar a demanda nos hospitais”, acrescentou.

Figueiredo preferiu, porém, não fazer uma projeção de quanto será esse aumento.

“Esperamos um crescimento do número de casos, um crescimento de pacientes que vão precisar de atendimento hospitalar, mas não vou fazer projeções, já informei isso antes. Não vou anunciar nenhum número, face a fragilidade que existe das diferenças metodologias de cálculo”, afirmou.

“Mas posso assegurar que a flexibilização do isolamento social, com a volta das atividades nas mais diversas esferas dos Poderes municipais e estaduais, com certeza vai aumentar o número de casos”, completou.

Dados

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde de domingo (26), 250 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados dez óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. 

Dos 250 casos, 94 estão em isolamento domiciliar e 129 estão recuperados. Há, ainda, 18 pacientes hospitalizados, sendo 12 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e seis em enfermaria.

Folhamax e MidiaNews

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here