O governador Mauro Mendes (DEM) confirmou, hoje, que o governo do Estado já publicou chamamento público para contratação de empresa para gerir 10 Unidades de Terapia Intensiva exclusivas para tratamento de pacientes com Covid-19, no Hospital Regional de Sinop. Os leitos em questão foram desativados em setembro do ano passado.

“Já publicamos um chamamento para que seja contratada a empresa para operar com os médicos, profissionais, medicamentos, já que temos os leitos disponíveis”. “Nos próximos dias deveremos ter a contratação”, garantiu Mendes.

Ainda de acordo com o governador “em face do aumento da demanda de todo o Estado nós estamos reabrindo algumas unidades e providenciando a ampliação em outras regiões de Mato Grosso”, completou.

Conforme Só Notícias já informou, o Regional de Sinop, que é referência para a região Norte e também algumas cidades do Pará, tem 19 leitos pactuados. Destes, 15 estão ocupados, com taxa de 78,95%. Entre os pacientes internados, nove são sinopenses e os demais de outros locais.

À época da rescisão com a empresa que era responsável, o governo apontou que recebeu denúncias que, em junho, na escala para UTI havia 6 médicos, sendo 2 especialistas em medicina intensiva. Entretanto, dos 90 turnos do mês (manhã, tarde e noite),em apenas 23 turnos o médico era especialista em medicina intensiva,​portanto 26% da assistência médica oferecida na UTI era especializada.

Em julho, o Observatório Social de Mato Grosso apontou que apenas 15% da assistência médica oferecida na UTI era especializada. Dos 19 leitos que funcionam hoje, 9 são administrados pela própria unidade de saúde e 10 ainda estão sob a administração da empresa, por meio de outro contrato.

Autor: Só Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here