Os dias não estão fáceis para o governador do estado do Mato Grosso quando deixa o Palácio Paiaguás para participar de agendas externas, especialmente em eventos envolvendo os produtores rurais.

Em Sorriso, nesta sexta-feita (18), pela segunda vez em dois anos, Mauro Mendes recebeu vaias quando anunciado para usar a palavra durante um evento organizado pela presidência da república, com a presença do presidente Jair Bolsonaro.

As vaias eram tão fortes que o governador tinha dificuldade de falar, e mesmo assim não desistiu e levou seu discurso justificando que a desaprovação daqueles era pelas medidas duras que precisou tomar para ajustar o governo do estado. “Quando assumi o estado estava em ruínas, saúde caótica e salários atrasados, entre outras coisas, por isso, com dor no coração precisei tomar medidas amargas, mas com a certeza de que no próximo ano Mato Grosso será o estado com o maior poder de investimento do país”, disse ele, em meio à manifestação da plateia.

Fato semelhante ocorreu no ano de 2019, quando também foi um evento com a participação do vice-presidente Hamilton Mourão, e que tinha como público os agricultores da região. Na ocasião Mauro Mendes foi vaiado, e justificou as mudanças da legislação tributária do estado, como, por exemplo, o Fundo Estadual de Transporte e Habitação (FETHAB), quando os agricultores esperavam que fosse extinto, o mesmo foi reformado e reeditado.

Autor: Da Redação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here