De acordo com análise da consultoria Safras, mercado segue dando preferência para animais mais jovens. Foto: Fernando Carvalho/arquivo Pessoal

Os preços do boi gordo dispararam no fechamento da semana nas principais praças de produção e comercialização do Brasil. “A dinâmica do mercado pouco mudou. A oferta de animais terminados segue restrita em grande parte do país, assim como a dificuldade dos frigoríficos para compor suas escalas de abate”, diz o analista da consultoria Safras & Mercado Fernando Henrique Iglesias.

Conforme Iglesias, persiste a preferência por animais jovens, com até 30 meses, requisito básico para exportação ao mercado chinês. “No interior de São Paulo foram registrados negócios com a arroba do boi gordo saindo a R$ 250”, aponta.

Com isso, as exportações são o grande diferencial da pecuária de corte brasileira em 2020, com a China absorvendo volumes substanciais de proteína animal.

Em São Paulo, capital, os preços do mercado à vista ficaram em R$ 244 – R$ 245 a arroba, ante R$ 241 a arroba na quinta-feira, 3. Em Uberaba (MG), os preços subiram de R$ 237, a arroba para R$ 240 a arroba.

Em Dourados (MS), as cotações ficaram em R$ 238 a arroba, contra R$ 232 a arroba registrados na quinta. Em Goiânia (GO), o preço indicado foi de R$ 235 a arroba, contra R$ 230. Já em Cuiabá (MT), o preço ficou em R$ 221 a arroba, contra R$ 219.

Atacado

No mercado atacadista, os preços da carne bovina também subiram com força. Segundo o analista, a tendência é que os preços continuem subindo com a entrada da massa salarial na economia durante o início do mês. “O varejo pode encontrar maior dificuldade de repasse dos preços em um ambiente pautado pela maior fragilidade econômica. A tendência é que o consumidor médio siga optando por proteínas mais acessíveis, a exemplo dos cortes do dianteiro bovino, carne de frango e ovos”,

Com isso, a ponta de agulha passou de R$ 13,95 o quilo para R$ 14 o quilo. O corte dianteiro subiu de R$ 14 o quilo para R$ 14,05 o quilo, enquanto o corte traseiro disparou, passando de R$ 16,20 o quilo para R$ 17 o quilo.

Por Por Agência Safras

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here