A Prefeitura de Sorriso vai construir um hangar no Aeroporto Regional Adolino Bedin para abrigar o helicóptero da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Enquanto tramitam todos os processos necessários para a obra, desde a elaboração de projetos, autorizações e licenças necessárias ao empreendimento, a Administração Municipal negocia, junto ao Governo do Estado, que a aeronave possa ficar na unidade do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) que funciona no Adolino Bedin.

Nesta quinta-feira (23 de junho), o prefeito de Sorriso, Ari Lafin, e o secretário de Segurança Pública, Trânsito e Defesa Civil (Semsep), José Carlos Moura cumprem agenda em Cuiabá e este foi um dos temas em pauta na Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp). Ainda na terça-feira (22), durante reunião com vereadores, o prefeito já havia anunciado que o Município vai arcar com a edificação do hangar.

“A vinda do helicóptero é um ganho para o Município, para a região e para todos aqueles que trafegam pela BR-163”, comentou o prefeito, lembrando que o diretor-geral da PRF, Silvinei Vasques, quando da inauguração das benfeitorias na Delegacia da PRF em Sorriso, destacou que a aeronave vai contribuir de forma direta para ações de resgate e também para combater a criminalidade, em especial, o tráfico de drogas.

Os sorrisenses foram recepcionados pelos secretários-adjuntos de Segurança Pública Carlos Davim e o coronel PM Juliano Chiroli, responsável pela Integração Operacional.  Além de ajudar a costurar um acordo entre as forças de segurança federal e estadual, os representantes do Executivo municipal também voltaram  a falar sobre temas que já vem sendo trabalhados junto à Sesp, como a necessidade de construção de um novo Centro de Ressocialização, fora do perímetro urbano de Sorriso; um heliponto no Hospital Regional, uma base para a Força Tática e a formalização do convênio para edificar um novo quartel para o Corpo de Bombeiros.

“Estamos à disposição para seguir contribuindo com o Estado e com o Governo Federal para garantir cada vez segurança para Sorriso, e, consequentemente, para todos os municípios da região, visto que, mesmo sem ser obrigação constitucional do Município, cuidar da segurança traz reflexos positivos a uma série de outros setores, contribui para o desenvolvimento econômico e, o principalmente, para a qualidade de vida de nossas famílias”, destacou  Ari, lembrando que a segurança pública, a exemplo de outros temas, é trabalhada de maneira democrática e coletiva pelo Gabinete de Gestão Integrada (GGI),  por meio dos conselhos (tanto o Comsep quando o Conseg), e junto à Câmara de Vereadores. 


Autor: Assessoria de Imprensa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here