Reportagem aponta a região de Paranatinga como o “epicentro da destruição da Amazônia”

Um levantamento realizado pela revista Veja apontou que quatro dos cinco maiores desmatadores da Floresta Amazônica são fazendeiros de Mato Grosso.

De acordo com a reportagem, o ranking tem como base as multas aplicadas entre agosto de 2019 e julho de 2020, período em que é medida a devastação anual do país pelo Prodes, projeto de monitoramento por satélites criado em 1988.

Em primeiro lugar está o agropecuarista Edio Nogueira, proprietário da Fazenda Cristo Rei, que fica na região de Paranatinga. Trata-se, segundo a revista, da propriedade campeã de desmatamento da Amazônia.

Ainda conforme a reportagem, Edio está sendo processado por ter ceifado quase 24 mil hectares de mata nativa, o que equivale a 22 mil campos de futebol.

O segundo do ranking é o fazendeiro Ilto José Mainardi, também de Paranatinga, e proprietário da Fazenda Marajoara.

Em agosto do ano passado, a propriedade rural criou um “corredores de fogo a favor do vento” que queimaram mais de 4,4 mil hectares de floresta. A mata ardeu de 9 de agosto a 1º de setembro. 

A reportagem trata Paranatinga – região em que estão as duas fazendas – como o “epicentro da destruição da Amazônia”.

Veja o ranking:

Mídia News

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here