As aulas estão suspensas desde o dia 23 de março,

O retorno das aulas presenciais previsto para o próximo dia 14 deve ser adiado novamente, segundo a Prefeitura de Cuiabá. O motivo é o aumento dos casos de Covid-19 registrados na capital e municípios vizinhos.

No dia 15 de maio, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) assinou um decreto para que o retorno das aulas acontecesse no dia 14 deste mês, mas que isso dependeria da evolução dos casos de coronavírus, em Cuiabá.

Já nesta semana, o prefeito afirmou que é pouco provável que as aulas voltem neste mês. Um novo decreto deve ser anunciado com novas medidas para a área da educação municipal.

Na capital, as aulas estão suspensas desde o dia 23 de março, conforme o Decreto Nº 407 do dia 16 de março. Neste período de paralisação, a prefeitura disse que está ofertando aos estudantes aulas via televisão aberta e atividades pela internet, WhatsApp e mensagem de texto.

Para que os alunos possam fazer as atividades em casa, o município disponibilizou 50 pontos de internet em unidades de educação das quatro regiões, para que os pais possam baixar os conteúdos, bem como foi feita a distribuímos kits pedagógicos e de material escolar. Atualmente, a rede municipal de Cuiabá atende cerca de 54 mil alunos, distribuídos em 164 unidades escolares.

No setor privados, são 300 escolas que atendem mais de 60 mil estudantes. O objetivo, segundo a prefeitura, é evitar que esse fluxo de mais de 100 mil pessoas retomem as atividades ao mesmo tempo.

Folhamax

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here