Os testes clínicos da vacina, desenvolvidos pelo Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamalei, começaram na Universidade Sechenov, de Moscou, em 18 de junho.

A vacina, que começou a ser testada em junho, deverá ser registrada já na próxima semana. Quando for lançada, será dada primeiro a “funcionários da saúde e idosos”.

A vacina contra o coronavírus desenvolvida pelo Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamalei, da Rússia, será dada primeiramente a funcionários da saúde e idosos residentes no país, indicou Oleg Gridnev, vice-ministro da Saúde.

“A vacina desenvolvida no Centro Gamalei será registrada em 12 de agosto [quarta-feira]. Neste momento, está sendo realizada a terceira e última etapa, cujos testes são altamente importantes. Devemos entender que a vacina deve ser segura. Os primeiros a serem vacinados serão os funcionários da saúde e os idosos”, afirmou Gridnev aos repórteres em Ufa, cidade nas encostas ocidentais dos montes Urais, na abertura de um centro de oncologia.

Segundo observou, será possível avaliar a eficácia da vacina quando a população obtiver imunidade.

Os testes clínicos da vacina, desenvolvidos pelo Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamalei, começaram na Universidade Sechenov, de Moscou, em 18 de junho.

O estudo, do qual participaram 38 voluntários, confirmou a segurança da vacina. Foi observado que todos os que testaram a vacina desenvolveram imunidade à infecção. O primeiro grupo de voluntários foi dispensado em 15 de julho, e o segundo em 20 de julho.

Fonte: BRASIL 247

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here