O município de Sorriso já está organizado com as forças de segurança para o transporte e recebimento das primeiras doses da vacina contra a Covid-19. Integram o start para o transporte, a equipe da Secretaria de Saúde e Saneamento do município, juntamente com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), Ciopaer, Polícia Militar e Secretaria Municipal de Segurança, Trânsito e Defesa Civil do município.

De acordo com o secretário de Saúde e Saneamento, Luís Fábio Marchioro, o Governo Federal é responsável pela distribuição das vacinas até os estados com o apoio da PRF. “Para o envio às Regionais de Saúde a segurança das vacinas é responsabilidade do Estado; nós estamos seguindo as orientações do Ministério da Saúde e buscamos o apoio das forças de segurança local para a escolta do transporte”, explica. “Vamos retirar na Regional em Sinop e iremos receber a escolta da PRF na BR 163, chegando em Sorriso, a PM fará a escolta do veículo como também será responsável por garantir a segurança do local em que serão acondicionadas as doses. Toda essa operação estará sob responsabilidade do secretário Moura (Segurança, Trânsito e Defesa Civil)”, detalha.

Marchioro acrescenta que a qualidade da vacina também será garantida: as doses serão transportadas em caixas térmicas especificas e por veículos refrigerados. “A população pode ficar tranquila quanto à qualidade; todas as vacinas chegarão com muita qualidade, eficácia e com a oportunidade de viver melhor diante da pandemia”, pontua.  

Segundo o secretário, o município está preparado para o momento da aplicação. “Temos uma rede de imunização totalmente preparada com estrutura física e pessoal técnico capacitado para aplicar as doses; também dispomos de refrigeradores apropriados para receber o quantitativo de doses que nos será enviado”, salienta. Quem receber a primeira dose terá de duas a quatro semanas para aplicar a segunda, completando a imunização.

O secretário também agradeceu o apoio das forças de segurança diante da logística de transporte. “Todos prontamente nos atenderam nessa demanda. Caberá a eles garantir a segurança, e, a nossa equipe da saúde a grata satisfação em poder aplicar a vacina no braço da população”, comemora.

Marchioro salienta que o município seguirá o plano de vacinação do Ministério da Saúde. Primeiro serão atendidos trabalhadores da saúde, idosos a partir dos 75 anos e pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência (como asilos e instituições psiquiátricas); na segunda fase são pessoas de 60 a 74 anos e na terceira fase serão vacinadas pessoas com as seguintes comorbidades: diabetes mellitus, hipertensão arterial grave, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos transplantados de órgão sólido, anemia falciforme, câncer e obesidade grave e na quarta fase, trabalhadores da educação, trabalhadores do sistema de privação de liberdade, forças de segurança e salvamento e forças armadas.

Segundo o inspetor da PRF, Bello, a PRF já está preparada para auxiliar. O comandante da Polícia Militar de Sorriso, tenente-coronel Jorge Almeida, também destaca que a PM está preparada para dar o apoio necessário à logística do transporte. Segundo Almeida, essa é uma demanda diferente da que a PM costuma atender e “que nos possibilita acreditar que 2021 será diferente de tudo o que vivemos em 2020”. Para o coordenador da operação, José Carlos Moura, todas as forças estão unidas e prontas para atuar na logística.

E enquanto a vacina não for disponibilizada, o secretário de Saúde e Saneamento, Luís Fábio Marchioro, lembra que a população deve continuar tomando medidas protetivas. “Continua sendo essencial que todos sigam as medidas preventivas como a lavagem frequente das mãos, o uso da máscara, do álcool 70% e evitar aglomerações”, diz.

Outro pedido do secretário é quem apresentar sintomas, procure imediatamente o Hospital de Campanha (HC). “Nosso hospital está aberto 24 horas; temos profissionais, medicamentos e equipamentos à disposição. Nosso município buscou ofertar à rede profissionais capacitados, equipamentos como a cápsula Vanessa, o BiPAP, o kit de tratamento à Covid; nossa equipe está treinada para atender e realizar visitas domiciliares aos pacientes para acompanhamentos; disponibilizamos um hospital municipal exclusivo para tratar casos de Covid-19; realizamos convênio com clínicas especializadas para disponibilizar a realização de tomografias em qualquer momento, por isso destacamos tanto a importância de procurar auxílio nos primeiros sintomas, pois o tratamento precoce salva vidas”, finaliza.

Autor: Assessoria de Imprensa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here