A violência contra a pessoa idosa é o tema do dia em todo o Mundo. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), as estatísticas de violência contra idosos no Brasil vêm aumentando, seja pelo maior número de pessoas idosas, ou pelo aumento das denúncias, que foram facilitadas com um canal próprio, o “Disque 100”. Para ajudar no combate a esse tipo de crime foi criado o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, celebrado na data de hoje.

Em 2020, o tema ganha ainda mais relevância diante do aumento da violência doméstica durante a pandemia de Covid-19.  A Prefeitura de Sorriso, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, alerta para as violações dos direitos dos idosos e a importância da denúncia. Vale frisar que o Estatuto do Idoso (Lei 10.741, de 2003) considera violência contra o idoso qualquer ação ou omissão que lhe cause morte, dano ou sofrimento físico ou psicológico.

“Quando uma denúncia é feita ao Ministério Público, Defensoria Pública, Disque 100, 190, na Secretaria de Assistência Social e outros canais, o Creas (Centro de Referência Especializado em Assistência Social) é acionado para que sua equipe verifique se a acusação procede. Uma vez identificada a violação, a equipe tenta fazer a regulação do direito e, se isso não for possível, é encaminhada para o órgão competente para que as devidas medidas sejam tomadas”, explica a secretária de Assistência Social, Jucelia Ferro.

Além do Creas, que oferece apoio e orientação especializada a indivíduos e famílias vítimas de todo tipo de violência, e que tem por fundamento assegurar que o Estatuto do Idoso seja cumprido, os idosos de Sorriso ainda contam com toda uma rede social de suporte físico e emocional.

O Centro de Convivência da Pessoa Idosa de Sorriso atende hoje cerca de 850 pessoas. Além das ações em datas especiais, eles contam com atividades físicas orientadas, fazem artesanato e vivenciam momentos de descontração e lazer com jogos recreativos. E é nesse espaço que muitos recebem orientações quanto a maus-tratos físicos e psicológicos, abandono, exploração financeira, entre outros tipos de violência que são frequentes contra idosos e recebem orientações de como proceder se for vítima de um deles.

Atualmente o CCPI está com as atividades paralisadas devido da pandemia do Covid 19, mas as denúncias estão sendo atendidas pelos telefones 190 ou Disque 100.

Decom – Bianca Arruda

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here