O vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta 2ª feira (9.nov.2020) que a vacina desenvolvida pela farmacêutica norte-americana Pfizer, em parceira com a empresa de biotecnologia alemã BioNTech pode ser adquirida pelo governo federal. Afirmou que haverá uma “corrida” em busca do imunizante. A declaração foi feita em entrevista à rádio BandNews.

“Acredito que essa vacina da Pfizer, uma vez sendo comprovada essa eficiência dela em 90% dos casos, ela terá uma boa prioridade e poderá ser objeto de compra do nosso governo”, disse. O vice-presidente pontuou, porém, que o assunto é de competência de outras pastas e não participa das discussões sobre o tema.

A 1ª análise da 3ª e última fase de testes da vacina da Pfizer-BioNTech apontou mais de 90% de eficácia na prevenção da covid-19 em participantes sem evidência de infecção prévia.

A divulgação do relatório da análise foi feita nesta 2ª feira pelas empresas. Os dados não foram revisados por pares, etapa necessária para que as conclusões da última fase sejam publicadas em revista científica.

Desoneração

Na mesma entrevista, o vice-presidente comentou a derrubada do veto do governo federal que impedia a prorrogação por 1 ano da desoneração da folha de pagamento de 17 setores. Ele disse que o governo precisará “compensar de outro lado”.

“Essa compensação ou terá que ser feita por esforço arrecadatório, em cima dos impostos existentes, ou então por mudanças no orçamento”, afirmou.

Mourão disse que, nos últimos meses, tem notado 1 “relacionamento mais tranquilo” do governo com o Congresso Nacional, “mesmo que na pandemia”.

Autor: Poder 360

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here