Os preços da soja voltaram a subir nesta segunda, 15, nas principais praças de comercialização do país, de acordo com a consultoria Safras. A elevação acompanhou a boa valorização do dólar frente ao real. “Negócios apenas isolados no Paraná, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul”, informa.PUBLICIDADE

Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos subiu de R$ 104,50 para R$ 106,50. Na região das Missões, a cotação avançou de R$ 104 para R$ 106. No porto de Rio Grande, o preço passou de R$ 108 para R$ 110.

Em Cascavel, no Paraná, o preço aumentou de R$ 102 para R$ 103 a saca. No porto de Paranaguá (PR), a saca subiu de R$ 108 para R$ 109,50.

Em Rondonópolis (MT), a saca avançou de R$ 96 para R$ 98. Em Dourados (MS), a cotação passou de R$ 94 para R$ 95. Em Rio Verde (GO), a saca subiu de R$ 95 para R$ 97.

Mercado futuro

A soja fechou esta segunda-feira, 15, com preços mais baixos na Bolsa de Chicago. De acordo com a consultoria Safras & Mercado, os investidores optaram por realizar lucros após três sessões de ganhos.

“O bom desenvolvimento das lavouras nos Estados Unidos, indicando uma safra cheia, contribuiu para a correção por parte de fundos e especuladores”, informa. Além disso, os números de esmagamento de maio e de inspeções de exportação semanais ficaram abaixo do esperado e contribuíram para o recuo, apesar do anúncio de venda de 390 mil toneladas por parte dos exportadores privados para a China.

Os contratos da soja em grão com entrega em julho fecharam com baixa de 2,25 centavos ou 0,25% em relação ao fechamento anterior, a US$ 8,69 por bushel. A posição agosto teve cotação de US$ 8,70 por bushel, com perda de 2,50 centavo ou 0,28%.

Nos subprodutos, a posição julho do farelo fechou com baixa de US$ 0,60 ou 0,2% a US$ 288,40 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em julho fecharam a 27,74 centavos de dólar, alta de 0,24 centavo ou 0,87% na comparação com o fechamento anterior.

Autor: Agência Safras

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here