A deputada estadual Janaina Riva (MDB) deve assumir a presidência da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) por um período de até 120 dias, em decorrência da licença médica que o atual chefe do Parlamento, deputado Eduardo Botelho (DEM), deve tirar. Janaina é a primeira mulher a assumir a chefia da mesa diretora na história do Estado.

De acordo com a assessoria da deputada, ainda não há previsão para o início ou fim da licença do presidente. De ofício, um parlamentar pode se ausentar por até 120 dias. O atual presidente da ALMT, Eduardo Botelho, deve se afastar para fazer exames médicos. A expectativa é de que o pedido de licença do democrata seja votado pelos deputados na próxima semana.

Janaina então, a primeira vice-presidente mulher da história da ALMT, irá assumir a presidência do Parlamento enquanto Botelho estiver fora. Ela será a primeira mulher a assumir a presidência a ALMT e nas eleições foi a candidata com votação mais expressiva no Estado.

Começo tumultuado

O início do ano de 2019 foi tumultuado para a Assembleia Legislativa, desde que o governador Mauro Mendes tomou posse. O presidente do Parlamento teve que lidar com o decreto de calamidade financeira apresentado pelo governador, além da articulação intensa dos servidores públicos, que chegaram a ocupar a ALMT em decorrência da votação de projetos de interesse do Executivo Estadual, como a mudança do RGA.

O chefe do Legislativo coordenou ainda o processo de escolha da vaga da Assembleia Legislativa no Tribunal de Contas do Estado. Por fim, após semana intensa, o presidente Eduardo Botelho também teve que se articular para garantir a autorização para que o Governo do Estado contrate empréstimo de até 332,6 milhões de dólares junto ao Banco Mundial para a quitação integral da dívida com o Bank of América.

Fonte: Olhar Direto

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here