Foram 124 casos de agressões físicas a idosos registrados entre janeiro e fevereiro de 2019, em Mato Groso. Os dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp) mostram que os números aumentaram comparados com o ano passado. Os casos poderiam ser ainda maiores se todas as agressões fossem denunciadas. Em 2018, foram 128 casos e, em 2017, 127.

O presidente do Conselho Municipal do Idoso Jeronimo Urei, fala que o mais alarmante é o fato dos casos de violência contra idosos serem cometidos, em sua maioria, dentro de casa, por filhos e familiares.

“A cada 10 casos de violência, 7 são praticados dentro do núcleo familiar. Cuiabá lidera no número de registros. Para evitar que esse tipo de violências aconteça é preciso de estrutura governamental, hoje estamos carentes de atenção, não temos um estatuto sendo cumprido. Hoje o idoso denúncia e não acontece prisões. Afinal nem se quer delegacias especializadas temos para atender as vítimas”, lamenta o presidente. 

Maus-tratos

Também foram registrados 33 casos de maus-tratos neste ano; 31 em 2018 e 27 em 2017.

A Polícia Civil estima que o número de casos seja ainda maior, porque algumas agressões cometidas a idosos não são denunciadas, pois na maioria das vezes o agressor é alguém da própria família ou conhecido. Nesses casos a denúncia anônima é muito importante.

Denúncias

Para denunciar qualquer tipo de violência, abuso ou tortura contra idosos, o cidadão pode procurar pelo Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa ou Ministério Público, Delegacias de Polícia, Defensoria Pública ou o Centro de Referência em Direitos Humanos de Mato Grosso.

Por O bom da notícia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here